Colaboradores Isabella Ingra

Palavras que viraram pó, de Isabella Ingra

Foto: Kevin McIver / Pixabay

Por Isabella Ingra – 31/08/2021

1- amor covarde

queria poder te dar
meu amor corajoso,
mas te dou o amor com medo.
amo-te covarde. amo-te covardemente.

2- final da Rapunzel

e na dor
descobriu a imensa alegria de
vencer o desespero, sorrir na agonia.

3- toda dor

toda dor é solitária.
algumas intraduzíveis.
toda dor é solitária.
algumas intraduzíveis.

4- o jogo do s

se
sempre
será
pra
sempre
o fim

***

.

Isabella Ingra (1993) é poeta, escrivinhadora de palavras, atriz quando convém, mãe e feminista. Nascida em Brasília e no mundo todo.

%d blogueiros gostam disto: