Lançamento lide liquido

Baião de Spokens lança seu novo EP, ‘Status Quântico/EPiko’

Capa por Rômulo Alexis

Junto ao EP foi lançado um mini doc. feito pelo fotógrafo e videomaker Marcos Zenin, com utilização de imagens captadas a partir de 2019

Já está disponível em todas as plataformas de streaming o novo Ep do Baião de Spokens. Em ‘Status Quântico/EPiko’, o grupo de spoken word conta com as participações especiais de Ava Rocha, Dinho Nascimento, Laya, BNegão e Thomas Harres. Lançado pelo selo Amplifica Record, o EP é composto por 4 faixas: ‘Alice Lambrusko’, ‘Aristotélico-platônico’, ‘Pajé mandou avisar’ e ‘Quem matou Judas?’

As composições são de Caco Pontes e Rafa Eko e sintetizam a pluralidade temática do trabalho, que envolve de conceitos filosóficos (‘Aristotélico-Platônico’), mitos urbanos e modernos (‘Alice Lambrusko’), passando ainda por diferentes esferas religiosas (‘Pajé’ e ‘Quem matou Judas?’).

Sobre a criação do trabalho, Caco Pontes comenta que a ideia surgiu depois de conhecer o músico Rafa Eko em uma festa, que na ocasião fazia um som instrumental e psicodélico com guitarra e beats eletrônicos. “Percebi, ali, identificação instantânea e propus um encontro no qual surgiram as composições deste trabalho. A motivação inicial era mesclar poesia falada com música, mas ambas se amalgamaram de uma forma bastante natural, dialogando com o universo da canção. Não prevíamos isso, mas aconteceu”, explica.

Junto ao EP foi lançado um mini documentário feito pelo fotógrafo e videomaker Marcos Zenin, com utilização de imagens captadas a partir de 2019, revelando momentos do processo criativo deste trabalho.

Foto: Camila Marquez

Baião de Spokens

Criado em 2014 por Caco Pontes, o projeto tem inspiração na cultura Spoken Word, buscando mesclar referências tradicionais e modernidade, atuante na linguagem “literomusical”, ao mesclar performances poéticas com experimentações sonoras e visuais, utilizando elementos de intervenção em diálogo também com o universo dos saraus e slams, sobretudo no contexto urbano, geralmente intenso, caótico e polifônico. Na atual formação, além de Caco Pontes (voz, efeitos) o Baião de Spokens conta com Caleb Mascarenhas (teclados), Felipe Pan Chacon (bateria), Ligia Kamada (voz, vocais) e Lua Bernardo (contrabaixo).

Ficha técnica

Grupo: Caco Pontes (voz, efeitos), Caleb Mascarenhas (teclados), Felipe Pan Chacon (bateria), Ligia Kamada (voz, vocais) e Lua Bernardo (contrabaixo).
Participações: Ava Rocha, BNegão, Dinho Nascimento, Laya, Thomas Harres.
Composições: Caco Pontes e Rafa Eko
Arranjos: Rafa Eko, Rodrigo Zanettini e Baião de Spokens.
Futura Orquestra: Fernando Goldemberg (trompete), Franco Orlando (sax barítono), Gabriel Eleutério (violino) e Gabriel Parreira (violoncello).
Beats, Scratches e Colagens: DJ B8.
Produção Musical/Guitarras: Rafa Eko.
Mixagem: Duda Gomes.
Masterização: Michael Heilrath.
Mini-Documentário: Zenin Multimídia.
Produção Executiva: Maria Fernanda Carmo e Thabata da Fonseca.
Concepção e Direção Geral: Caco Pontes.
Selo: Amplifica Records.

Gravado por Duda Gomes e João Candau nos estúdios Traquitana, Colmeia no Carvalho e por integrantes do projeto em suas próprias residências. Bateria e percussão de ‘Alice Lambrusko’ por Rodrigo Silva e Mano Miranda, respectivamente.

%d blogueiros gostam disto: