Alpendre poesia

Em legítima bandeira, de Ana Carla Soler

Em legítima bandeira (2021), de Ana Carla Soler. Escultura, desenho e movimento, 90X55cm, tecido estilo chiffon, tinta acrílica, linha de costura branca, haste de alpinia. Divulgação

Em legítima bandeira

Hasteemos a bandeira da invisibilidade
Cantemos orgulhosas o hino dos apagados
Estudemos, então, a história criada para nós
Sob a verdade dos vencedores

Repetiremos a falácia fálica patriarcal
Debateremos readymades e curvas femininas
Ou, então, elogiemos as técnicas roubadas
De uma mulher que não saberemos quem foi

Ó Mito do Grande Artista!
Sob seus pés quantas esposas e filhos foram negligenciados
Quantas horas de sossego lhes foram úteis
Para alcançar exímia qualidade?

Ó Grandes Artistas Sem Pênis!
Nunca haverá nada mais confiante
Que o rico homem branco heterossexual
Era uma vez uma História da Arte…

***

.

Ana Carla Soler é comunicadora social, relações públicas e graduanda em História da Arte. Tem um longo relacionamento com amplas formas de manifestações artísticas e busca fazer conexões com seu objeto de pesquisa, a presença das mulheres no ensino e no sistema da arte. Sua pesquisa científica é sobre Plautilla Nelli, considerada a primeira mulher artista renascentista. Em paralelo, Soler é co-criadora do Elas Estão Aqui na Arte @elasestaoaquinaarte, com um resgate histórico de grandes mulheres artistas que sofreram com processos de apagamento histórico.

%d blogueiros gostam disto: