Lançamento lide liquido

Alfredo Dias Gomes mergulha no improviso jazzístico em seu novo álbum, ‘Metrópole’

Alfredo Dias Gomes. Foto: Leandro Marques

Baterista já gravou e acompanhou nomes como Ivan Lins, Hermeto Pascoal, Lulu Santos e Heróis da Resistência

O baterista carioca Alfredo Dias Gomes lançou o seu 13º álbum solo: ‘Metrópole’. Gravado e mixado em seu próprio estúdio (ADG Studio), na Lagoa, com o engenheiro de som Thiago Kropf, o disco está disponível nas plataformas digitais. Participam do cd Jefferson Lescowich (baixo), Widor Santiago (saxofone), Jessé Sadoc (trompete e flugelhorn) e Alfredo Dias Gomes (bateria e teclados). A masterização foi feita no lendário Abbey Road Studios, por Andy Walters, que já masterizou discos de David Bowie, Jimmy Page, Coldplay, The Who, The Beatles, dentre outros.

Alfredo optou por gravar os metais remotamente, convidando o trompetista Jessé Sadoc e o saxofonista Widor Santiago, que gravaram de suas casas e enviaram os áudios via internet.

“No final do ano passado comecei a compor para o novo disco e mantive o estilo jazzístico do último trabalho, sendo que em ‘Metrópole’ também toco os teclados, além da bateria”, comenta o baterista, que começou a gravar as bases do disco em fevereiro com o baixista Jefferson Lescowitch.

Alfredo Dias Gomes

Nascido no Rio de Janeiro, Alfredo Dias Gomes estreou profissionalmente na música instrumental aos 18 anos, tocando na banda de Hermeto Pascoal, com quem gravou o disco “Cérebro Magnético” e participou de inúmeros shows, com destaque para o “II Festival Internacional de Jazz de São Paulo”. Também tocou e gravou com Márcio Montarroyos, Ricardo Silveira, Arthur Maia, Nico Assumpção, Ivan Lins e muitos outros, além de participar da primeira formação do grupo Heróis da Resistência.

Completam sua discografia o single ‘Vou Deitar e Rolar’, de 2020, e os álbuns ‘Jazz Standards’ (2020), ‘Solar’ (2019), ‘ECOS’ (2018), ‘JAM’ (2018), ‘Tributo a Don Alias’ (2017), ‘Pulse’ (2016), ‘Looking Back’ (2015), ‘Corona Borealis’ (2010), ‘Groove’ (2005), ‘Atmosfera’ (1996), com participações de Frank Gambale e Dominic Miller; ‘Alfredo Dias Gomes’ (1991), com a participação especial de Ivan Lins, e ‘Serviço Secreto’ (1985).

Ficha técnica:

Alfredo Dias Gomes – bateria e teclados
Jessé Sadoc – trompete e flugelhorn
Widor Santiago – saxofone
Jefferson Lescowich – baixo

Todas as composições são de Alfredo Dias Gomes
Gravado e mixado no ADG Studio por Thiago Kropf e Alfredo Dias Gomes
Masterizado no Abbey Road Studios por Andy Walters
Design da capa – Leila Sarmento

%d blogueiros gostam disto: