Colaboradores Hellen Araújo

Diário de uma professora inxamosa: Tentando sair da seca (Parte 1)

Ilustração: Rodrigo Barbosa

Por Hellen Araújo – 12/05/2021

Antes de dormir, postei uma biscoitagem no Instagram, e quando acordei hoje e peguei o telefone, tinha uma mensagem do crush dizendo: “Gata, esse sorrindo me encanta, quando vou beijar sua boca? 😈😏” Pulei da cama com esse pedido. Acorda Brasil!!!!! Ganhei meu dia, ou achava que tinha ganho, nem sei mais. Porém, fiquei animada, será que finalmente sairia da seca? Nem pude ficar especulando muito, tinha que lecionar seis aulas pelo google meet.
Comecei a trabalhar às sete da manhã, mas ao longo do dia minha animação estava indo embora, às vezes eu sinto que estou sendo sugado pelo computador, será? Tenho certeza!!! Acabei dando uma pausa para o almoço e não voltei mais, já não tinha mais forças. Resolvi mentir para os meus alunos, disse que não poderia dar mais aulas hoje, pois estava com diarreia. Esse é o lado bom de ter fama de verdadeira, porque quando você mente todo mundo acredita. Queria aproveitar o restinho da minha energia para os cuidados com a minha beleza. Inclusive, teria que decepcionar meus amigos, que planejavam realizar uma festa para comemorar meu primeiro ano sem beijo na boca, mas não será dessa vez. Se o boy falou daquele jeito, é porque ele me quer. É SOBRE ISSO…
Fiquei pensando em convidar Roberto para sair amanhã, porque hoje é dia de jogo do Vasco. Ele é torcedor fervoroso e não estou querendo disputar com o futebol, mas tenho certeza ganharia essa competição hahahhaahaha #SQN. Mas amanhã vai rolar, ou melhor, vai rolar. Então, resolvi já ficar pronta, porque no dia seguinte teria mais aulas, ou seja, não teria tempo para me embelezar e sustentar por muito tempo essa mentira da diarreia. Hidratei meu cabelo, fiz minhas unhas, sobrancelhas e depilação. TUDOOOO!!! Já estava pronta pra beijar aquela boquinha linda. GOLLLLLLLLL da Hellen.
Continuei seguindo o fluxo do dia, e fui fazer minha caminhada. Quando cheguei em casa, percebi que estava ansiosa demais por esse beijo e saí para dar uma pedalada na avenida, buscando diminuir minha ansiedade. Estava toda saltitante e me achando a rainha do equilibrismo, no momento em que resolvi trocar de música enquanto pedalava, perdi a direção e nadei no asfalto. Meu mundo caiu, literalmente. Peguei minha dignidade do chão, ou melhor, minha bicicleta e voltei para casa toda ralada. O estrago no meu joelho já estava feito, e agora? Como iria ficar com o boy? Lascouuu!!! Quando cheguei em casa e contei sobre minha queda ao meu irmão, minha mãe gritou da cozinha: “Foi sua enganação, Hellen! Foi um castigo divinoooo! Quem mandou mentir para os seus alunos? Satanás é o pai da mentira.” Sim, eu tenho 30 anos e ainda moro com minha mãe.
Não quero falar sobre isso hoje.

***

.

Hellen Araújo é escritora, professora de Sociologia pela Secretária de Estado da Educação (SEDUC-AL), Mestra em Antropologia Social e Licenciada em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Alagoas. Pesquisa sobre raça, gênero e beleza tendo como metodologia a autoetnografia, ou seja, suas vivências são fontes principais de análise.

%d blogueiros gostam disto: