Agenda Cultural

Espetáculo teatral Iracema Apaulistada faz curta temporada on-line e gratuita

Foto: Divulgação

O solo-manifesto de Egla Monteiro investiga os efeitos da colonização na construção da identidade do povo brasileiro

O espetáculo Iracema Apaulistada – Um Solo-Manifesto estará em curta temporada em março. Entre os dias 12, 13, 14 e 17, 18 e 19, a peça será transmitida gratuitamente pelo Facebook da Casa Teatro de Utopias, às 19h30. Iracema Apaulistada é dirigida e interpretada pela atriz e diretora teatral Egla Monteiro. Nela são apresentados relatos e memórias de uma migrante de origem indígena, que carrega consigo a história de milhares de pessoas que moram na cidade de São Paulo, de mesma condição e origem.

A peça conta a história de uma menina que se encantou com a passagem do circo em sua aldeia, com o cinema projetado na parede do mercado da pequena cidade onde nasceu e de onde partiu com as malas nas mãos e muitos sonhos rumo à cidade grande. Agora, na maturidade, a herdeira legítima de Iracema, depois de viver em São Paulo e quase se perder de si mesma, recebe uma carta de Tupã com um convite para ouvir novamente o “Canto da Jandaia”. A partir do chamado, sai em busca de sua gênese ancestral.

Amparada em nossa ancestralidade indígena, em sua experiência de migrante e em suas lutas para se afirmar na cidade e construir seu espaço e vida no teatro, a atriz vasculha ancestralidades para refletir sobre noções de brasilidade e sobre os efeitos devastadores da colonização.

“Esse trabalho nasce de um profundo amor pelo teatro, pela gente simples e pelos artistas anônimos desse imenso Brasil”, afirma Egla Monteiro.

Este projeto foi contemplado pelo EDITAL PROAC EXPRESSO LEI ALDIR BLANC Nº 36/2020 – PRODUÇÃO E TEMPORADA DE ESPETÁCULO DE TEATRO COM APRESENTAÇÃO ONLINE, com apoio do Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, do Governo Federal, por meio do Ministério do Turismo e da Secretaria Especial da Cultura.

Sobre Egla Monteiro

Atriz, diretora e produtora. Formada pelo Teatro Escola Macunaíma e pelo Centro de Pesquisa Teatral – CPT. Bacharel em Filosofia pela FFLCH/USP. Fundadora da Casa Teatro de Utopias, da qual é diretora artística, espaço / sede de dois núcleos artísticos – Teatro de Utopias e Coletivo Teatral Mulheres de Utopias -, grupos dos quais é também integrante. No Coletivo Teatral Mulheres de Utopias desenvolve pesquisa sobre o feminismo e sobre a história das mulheres, há dois anos. No Teatro de Utopias desenvolve o solo autoral Iracema Apaulistada – Um Solo-Manifesto.

SERVIÇO:

Iracema Apaulistada – Um Solo-Manifesto
12, 13, 14 de março, sexta a domingo, e 17, 18 e 19 de março, quarta a sexta-feira, às 19h30
Duração: 60 min.
Transmitido pelo Facebook da Casa Teatro de Utopias.
Recomendado para maiores de 14 anos
Gratuito

%d blogueiros gostam disto: