Agenda Cultural lide liquido

Websérie relaciona resistência de marisqueiros em tempos de pandemia e textos de Clarice Lispector

Imagem: Divulgação.

Episódio ‘O pão nosso de cada dia’ faz parte da websérie ‘Sobreviver é a salvação pois parece que viver não existe”, tributo aos cem anos de Clarice Lispector.

O grupo alagoano de teatro Claricena lança hoje (10) o terceiro episódio da websérie “Sobreviver é a salvação pois parece que viver não existe”. O lançamento será às 20h, no Instagram @grupoclaricena, e tem como base o livro “Um sopro de vida” (1978), da escritora Clarice Lispector.

Neste episódio, intitulado “O pão nosso de cada dia”, o grupo decidiu relacionar a produção do sururu, as histórias de pessoas que vivem na periferia, com o corpo de uma dançarina e atriz (Cleci Nascimento) em busca do sentir.

Para a intérprete Cleci Nascimento, o objetivo central do episódio foi mostrar a vivência nas periferias e dar ênfase na resistência dos moradores e trabalhadores que durante a pandemia enfrentaram e continuam enfrentando muitas privações em seu cotidiano.

“Reconheci a importância de focar em uma realidade específica, e a da orla lagunar foi escolhida, com o objetivo de tornar visível a fortaleza dos indivíduos que moram e trabalham nas margens da Lagoa Mundaú”, afirma Cleci.

Ainda segundo ela, o processo criativo se deu por conversas com os marisqueiros e marisqueiras da região Lagunar, a participação de sua mãe, que também tem envolvimento no trabalho com o sururu, e registrar o trabalho dessas pessoas. Ela também conta que houve dificuldades com a produção técnica, porém está animada porque conseguiu utilizar o que tinha ao alcance.

“O que considero mais significativo foi a oportunidade de ir pra Lagoa Mundaú, conversar com os marisqueiros e marisqueiras, registrar todo o processo de trabalho deles, conhecer de perto a realidade dessas pessoas, que desde a infância eu tenho uma relação de afeto, um carinho muito grande. A sala da minha casa se tornou cenário, o quintal que se tornou cenário, e utilizou o que se tinha”, relatou Cleci Nascimento.

Para o fundador do grupo Claricena, o ator e diretor pernambucano Anderson Vieira, o maior desafio foi costurar e conectar a dança de um corpo em isolamento social, com o texto de Clarice Lispector e a sobrevivência dos marisqueiros da região.

“Além do encanto pela proposta que a intérprete nos trouxe, investigamos narrativas do livro Um Sopro de Vida, um livro póstumo de Clarice Lispector. A intérprete do vídeo tem uma prática com a arte do movimento/dança e pensar no desafio da dança registrada em um momento de isolamento social por vídeo, e a conexão com a sobrevivência da comunidade local com a produção do sururu para comercialização e consumo me desafiou a “costurar” este episódio”, disse Anderson Vieira.

A websérie “Sobreviver é a salvação pois parece que viver não existe” é o primeiro trabalho audiovisual do grupo Claricena, e teve seu lançamento no dia 10 de dezembro de 2020, ano de nascimento da escritora Clarice Lispector.

Serviço:

Lançamento do terceiro episódio da websérie “Sobreviver é a salvação pois parece que viver não existe”, do Grupo Claricena
Data: 10/02/2021
Horário: 20h
Local: Instagram @grupoclaricena
Exibição gratuita e sem arrecadação financeira

%d blogueiros gostam disto: