Colaboradores Isabella Ingra poesia

Quatro poemas de Isabella Ingra

Imagem de StockSnap por Pixabay

1- Daqui do meu barraco
se eu pudesse te dar
um último conselho, amor
seria esse: saia da rota, dos rumos, do eixo.

2- Espelho, espelho meu.

não me sinto sã
nem salva
nem santa.
eu só sinto muito
mesmo.

3- Ditados populares

de vão em vão
a galinha enche o saco

em terra de cego
quem tem olho chora

água mole e pedra dura
ninguém se bate, ninguém se fura

ruim com ele
deslumbrante sem ele

quem tem boca
grita fora.

4- indagação

Onde você mora?
– Dentro das coisas miúdas.

***

.

Isabella Ingra (1993) é poeta, escrivinhadora de palavras, atriz quando convém, mãe e feminista. Nascida em Brasília e no mundo todo.

%d blogueiros gostam disto: