Agenda Cultural

Festival Literário de Iguape é retransmitido com audiodescrição pelo YouTube

Roberta Estrela D’Alva, atriz-MC, diretora, pesquisadora e slammer, e Mel Duarte, escritora, poeta, slammer e produtora cultural, apresentaram o FLI 2020. Foto: Divulgação – Oficinas Culturais.

Jerá Guarani, Tiganá Santana, Preta Rara, Ana Maria Gonçalves, Siba, Luiz Ketu, Netto Pio, grupo Batucajé do Vale e Gilberto Gil foram alguns dos convidados da 8ª edição do festival, que tem como tema “Pausa para o agora”.

Ótima notícia para quem perdeu a transmissão ao vivo do o FLI 2020 – Festival Literário de Iguape on-line. A partir desta quinta-feira, 1º de outubro, o evento será retransmitido com audiodescrição via canal do Youtube do Programa Oficinas Culturais, que realiza o evento.

Será disponibilizada a retransmissão das conversas, das apresentações musicais, das intervenções artísticas e culturais, do evento que, além de abrir espaço para os trabalhos dos coletivos culturais da região do Vale do Ribeira, atuou com o tema “Pausa para o agora”.

O tema guiou os diálogos, reflexões e trocas de experiências entre os profissionais da literatura, das artes cênicas, da dança, da música, dos líderes de comunidades indígenas e quilombolas. Jerá Guarani, Tiganá Santana, Preta Rara, Ana Maria Gonçalves, Siba, Luiz Ketu, Netto Pio, grupo Batucajé do Vale e Gilberto Gil foram alguns dos convidados da 8ª edição do festival.

A curadoria foi realizada por Bianca Santana, escritora e jornalista, Reynaldo Damazio, crítico literário e coordenador do Centro de Apoio ao Escritor do museu Casa das Rosas, e Antonio de Lara Mendes, compositor e produtor cultural de Iguape.

Em 2020, por conta da pandemia da Covid-19, o festival foi realizado de forma virtual com transmissões pelas redes sociais do programa.

Leia mais: ‘Pausa para o agora’ é tema da 8ª edição do Festival Literário de Iguape

Conversa Metanarrativas da emergência_Divulgação.

Sobre o Programa Oficinas Culturais

Como uma iniciativa da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo e gerenciado pela POIESIS – Organização Social de Cultura, o Programa Oficinas Culturais dialoga com o interior por meio de dois festivais (FLI – Festival Literário e MIA – Festival de Música Instrumental), Jornadas de Gestão Cultural, Ciclos de Estudos sobre Cultura Tradicional e Contemporaneidade, Programa de Qualificação em Artes que dá orientação artística a grupos, companhias ou coletivos de dança e teatro no interior, litoral e região metropolitana de São Paulo, e o Programa de Formação no Interior que oferece atividades formativas.

Sobre a Poiesis

A Poiesis é uma organização social que desenvolve e gere programas e projetos, além de pesquisas e espaços culturais, museológicos e educacionais, voltados para a formação complementar de estudantes e do público em geral. A instituição trabalha com o propósito de propiciar espaços de acesso democrático ao conhecimento, de estímulo à criação artística e intelectual e de difusão da língua e da literatura.

SERVIÇO:

FLI 2020 on-line | “Pausa para o agora”

Retransmissão com audiodescrição disponível em https://www.youtube.com/OficinasCulturaisdoEstadodeSaoPaulo

%d blogueiros gostam disto: