Agenda Cultural

‘Pausa para o agora’ é tema da 8ª edição do Festival Literário de Iguape

Gilberto Gil (Foto: Flora Gil); Amara Moira (Foto: Cintia Antunes); Ailton Krenak (Foto: Sergio Cohn)

Com Gilberto Gil, Amara Moira, Mel Duarte, Ailton Krenak, Preta Rara e Emicida entre os convidados, o FLI ocorre em 2020 com formato on-line e será veiculado pelas redes sociais do Programa Oficinas Culturais.

“A pausa é parte integrante da vida.” Esse é um dos chamados da escritora e curadora Bianca Santana para destacar o tema “Pausa para o agora” que vai nortear os encontros, performances artísticas e experiências da 8ª edição do FLI – Festival Literário de Iguape.

Integrante do Programa Oficinas Culturais, o festival gratuito será virtual neste ano, via Instagram, Facebook e YouTube, entre os dias 7 e 20 de setembro, com acessibilidade em Libras em 13 e 20/09.

O FLI 2020 possibilita ampliar olhares em relação à literatura, territórios, identidades e culturas regionais, além de Conhecer os coletivos culturais da região do Vale do Ribeira. O público também poderá conferir os diálogos de pensadores, líderes de comunidades indígenas e quilombolas, de agentes culturais, artísticos e sociais.

Além do compositor e multi-instrumentista Gilberto Gil, nomes como Amara Moira, Ailton Krenak, Emicida, Preta Rara, Jerá Guarani, Siba, Tiganá Santana, Marcelo D’Salete e Raull Santiago estão entre os convidados da 8ª edição do FLI com apresentação de Roberta Estrela D’Alva e Mel Duarte.

Preta Rara. Foto Divulgação.

Prólogo FLI

O festival tem início com as intervenções do Slam do Corpo, primeiro grupo de slam de surdos e ouvintes do Brasil, nos dias 7 a 19 de setembro, a cada dois dias (7, 9, 11, 13, 15, 17 e 19/09), às 12h. Pelo IGTV do Instagram serão veiculadas performances poéticas de Cauê Gouveia, Cibele Lucena, Érika Mota, Joana Zatz Mussi e Leonardo Castilho, integrantes do grupo. A composição entre a língua portuguesa e a língua brasileira de sinais será apresentada em Libras e com legenda em português.

Em 13/09, às 17h, a conversa Literatura, curadoria e liberdade destaca a importância da literatura e da curadoria feitas de formas coletiva, simultânea ao repertório de cada agente, à releitura crítica de tradições e à criação de narrativas menos excludentes.

Os curadores do FLI 2020 – Bianca Santana, escritora, jornalista e mestra em Educação (USP), Reynaldo Damazio, crítico literário, autor e coordenador do Centro de Apoio ao Escritor do museu Casa das Rosas, e Antonio de Lara Mendes, compositor e produtor cultural de Iguape – participam do bate-papo e pontuam o processo de construção da programação, desafios e oportunidades do ambiente on-line para a 8ª edição do festival. A mediação é da atriz, slammer e diretora Roberta Estrela D’Alva.

Mel Duarte. Foto Helen Salomão

FLI Convida

A cultura regional de Iguape (SP), onde o Festival é realizado desde 2013, será ponto de partida para os encontros entre agentes culturais da região do Vale do Ribeira e de outras regiões do país no FLI Convida. As lives serão transmitidas via Instagram de Oficinas Culturais.

A escritora, slammer e produtora cultural Mel Duarte, da coletiva Slam das Minas SP, apresenta o FLISARAU (sarau do festival) no dia 14/09, segunda-feira, às 20h. Batalha da Ilha 013, coletivo independente de hip hop com nova geração de poetas e MCs da Ilha Comprida (SP), e outros artistas do Vale do Ribeira participam da live.

No dia seguinte, 15/09, às 21h, Deco Miracatu, artista plástico, professor de História e morador do Vale do Ribeira, e Marcelo D’Salete, ilustrador, quadrinista e autor de obras como “Encruzilhada” (Veneta, 2016), “Cumbe” (Veneta, 2014) e “Angola Janga – uma história de Palmares” (Veneta, 2017), conversam sobre as transformações atuais da cultura e como o formato das histórias em quadrinhos (HQs) colabora na formação educacional.

Marcelo D’Salete. Foto Rafael Roncato.

FLI On-line

No último dia do Festival Literário de Iguape, 20 de setembro, domingo, a programação traz nomes como Ailton Krenak, Amara Moira, Preta Rara, Gilberto Gil e Emicida. Com apresentações de Mel Duarte e Roberta Estrela D’Alva, a transmissão também estará acessível em Libras e será pelo canal de YouTube e Facebook de Oficinas Culturais, entre as 16h e 22h. No dia 1º de outubro, todas as atividades do dia 20/08 estarão com audiodescrição no canal do YouTube.

A partir das 16h20, a conversa chamada Principia é com Ailton Krenak, ativista socioambiental, dos direitos indígenas e escritor, e o Emicida, rapper, pensador, escritor e um dos criadores da Laboratório Fantasma. A mediação é de Mariana Belmont, da Rede de Jornalistas das Periferias e colaboradora em advocacy da Uneafro Brasil.

Ailton Krenan. Foto Adriana Moura.

O compositor e músico Gilberto Gil encerra o FLI 2020 a partir das 21h45. O festival que se adaptou ao meio virtual para, junto com os participantes, refletir sobre tempo, terra, memória e emergência, traz Gil com suas músicas e pensamentos, artista considerado mestre das temporalidades.

FLI – Festival Literário de Iguape

O FLI 2020 tem a curadoria de Bianca Santana, Antonio de Lara Mendes e Reynaldo Damazio. Realizado pelo Programa Oficinas Culturais, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo e Poiesis, o festival conta com as parcerias da SP Leituras – Associação Paulista de Bibliotecas e Leitura e PRALER (Programa de Apoio à Leitura e Escrita) nesta edição.

Criado em 2013, com oito edições anuais ininterruptas, o FLI já promoveu atividades gratuitas para cerca de 30 mil pessoas, em mais de 160 ações de formação e difusão, com 100 autores nacionais e regionais, além de artistas de teatro, performance, dança, música, ilustradores, contadores de histórias, cineastas, mestres, lideranças e grupos de culturas populares.

*

Para conferir a programação completa, acesse https://oficinasculturais.org.br/flionline/

*

SERVIÇO:

FLI 2020 – “Pausa para o agora

PRÓLOGO FLI

Intervenção | Slam do Corpo
7 a 19/09, a cada dois dias – às 12h

Assista: IGTV do instagram.com/OficinasCulturais

Conversa | Literatura, curadoria e liberdade
Com Antonio de Lara Mendes, Bianca Santana e Reynaldo Damazio | Mediação: Roberta Estrela D’Alva
13/09 – domingo – 17h

Assista: youtube.com/OficinasCulturaisdoEstadodeSaoPaulo e facebook.com/OficinasCulturais

Acessível em Libras

FLI CONVIDA

Assista: instagram.com/OficinasCulturais

14/09, segunda-feira, 20h | Sarau
Batalha da Ilha 013 | Apresentação: Mel Duarte

15/09, terça-feira, 21h | Conversa
Deco Miracatu e Marcelo D’Salete

16/09, quarta-feira, 21h | Conversa
Fernando Oliveira e Maria Titi Rubio

17/09, quinta-feira, 21h | Conversa
Allan da Rosa e Lisângela Kati do Nascimento

18/09, sexta-feira, 19h | Conversa
Gisele Corrêa Ferreira (Flipoços), Julio Ludemir (FLUP), Afonso Borges (Fliaraxá), Diane Pardial (FELIZS), Priscila Prado (Feira Internacional do Livro de Ribeirão Preto) e Angela Fraga (FLIPELÔ) | Mediação: Bianca Santana

19/09, sábado, 20h | Sarau
Coletivo Jovem de Iguape | Apresentação: Mel Duarte

FLI ON-LINE

20/09, domingo

Acessível em Libras

Assista: youtube.com/OficinasCulturaisdoEstadodeSaoPaulo e facebook.com/OficinasCulturais

Mediação: Mel Duarte e Roberta Estrela D’Alva

Intervenção

Alquimia de quem somos

Capítulo 1: terra – 16h; capítulo 2: cultivo – 19h25; capítulo 3: colheita – 21h35

Com Leonardo Silva (cacique na Tekoa Jejytu), Luiz Ketu (quilombola da comunidade São Pedro), Nilce de Pontes Pereira (quilombola da comunidade Ribeirão Grande/Terra Seca) e Parapoty Cléo (Tekoa Itapuã)

16h20 | Conversa
Principia
Com Ailton Krenak e Emicida | Mediação: Mariana Belmont

17h12 | Intervenção
Coletivo Jovem de Iguape e Batalha da Ilha 013

17h25 | Conversa
De onde se é
Com Edinho Santos, Gabriela Gaia e Paulo Cesar Franco | Mediação: Preta Rara

18h15 | Tradição
Grupo Fandango do Prelado

18h20 | Música
Batucajé do Vale convida Marília Aguiar

18h30 | Conversa
Memória e Presente
Com Ana Maria Gonçalves, Siba e Tiganá Santana | Mediação: Esmeralda Ribeiro

19h20 | Dança
Companhia Viela de Danças Urbanas
Formada por Emerson Trankas, Danielle Karoline, Gabriel Albernaz, Jéssica Roberta, Karol Dennyn e Marlon Martins.

19h30 | Conversa
Metanarrativas da emergência
Com Aline Rochedo Pachamama, Giovanni Venturini e Raull Santiago | Mediação: Magô Tonhon

20h20 | Teatro
Leitura dramática: Pausa para o agora
Com Felipe Ferrimann (Grupo Evoé de Teatro), Gerson Fontes (Cia. Ditirambo de Teatro), Herick Villeiro (Grupo Caixa Preta de Teatro), Izabelle Ferreira (Grupo Caixa Preta de Teatro), Roni Márcia Morais (Vice-Versa Grupo de Teatro) e Samuel Cabral (Grupo Evoé de Teatro) | Dramaturgia: Fabiano Muniz (Grupo Caixa Preta de Teatro e Associação Companhia das Artes)| Direção: Georgette Fadel (diretora, atriz pela Escola de Arte Dramática e colaboradora em diversos coletivos teatrais).

20h40 | Música
Packaw e Bruna Rosa

20h45 | Conversa
Literatura universal
Com Amara Moira, Jerá Guarani e Julio Cesar da Costa | Mediação: Elizandra Souza

21h45 | Música
Gilberto Gil – apresentação no encerramento do festival

*Não é necessária inscrição para participar e assistir as apresentações.

Para mais informações, acesse https://oficinasculturais.org.br/flionline/

%d blogueiros gostam disto: