Comportamento Instagram

Ser Chef na quarentena não é uma tarefa fácil

Foto: Reprodução/Instagram

Perfil do @chefsnaquarentena no Instagram já acumula 268 mil seguidores e muitos desastres culinários

Um bolo de cenoura, bolo de caneca, pão caseiro, lasanha… Humm! São muitas as delícias que podemos tentar fazer em casa, já que o isolamento social tem despertado o chef que existe dentro todos nós (ou em quase todos). Reunir os ingredientes, seguir a receita… O que pode dar errado, afinal? Olhe, muita coisa.

Foi buscando rir de seus erros na cozinha que seis amigas, cinco de São Paulo e uma da Espanha, criaram em abril deste ano o perfil no Instagram @chefsnaquarentena. A princípio, a página tinha o intuito de levar esses desastres culinários e muitas risadas apenas a amigos e familiares, deixando o cotidiano do isolamento social mais leve.

Marcela, uma das criadoras da página, conta como tudo começou. “Conversamos diariamente no WhatsApp e no meio do caos e das incertezas da pandemia, nossa amizade trouxe a leveza que precisávamos para o momento e quando fracassávamos na cozinha, dividíamos com as amigas para rirmos de nós mesmas”, conta.

As primeiras publicações da página eram de suas próprias criadoras, mas à medida que o conteúdo foi ganhando visibilidade, vários chefs da quarentena passaram a enviar fotos e vídeos de seus desastres por mensagem ou marcando a página. Todos os pratos tinham tudo tudo para compor uma foto bonita no feed e gerar muitos likes, mas alguma coisa no caminho deu muito errado.

Embora a criação da página tenha sido espontânea e sem grandes pretensões, elas não imaginavam o tamanho da repercussão. “Em menos de três meses e entre tantas receitas de pão, bolo e biscoito que saíram muito errado, já ganhamos mais de 260 mil seguidores, ou melhor, 260 mil chefs que agora dividem seus insucessos diários na cozinha com a gente”, afirma Marcela.

O campeão de desastres enviados para a página, segundo Marcela, são as bolachas. Mas bolos e pães desastrosos também são campeões de envio.

Confira algumas postagens da página:

1) Pais e filhos têm passado mais tempo juntos nesse período. Que tal fazer uma receita pra animar as crianças? Ou traumatizar…

2) Acidente nuclear ou pão francês?

3) É difícil identificar quem é pneu e quem é bolo…

4) Até as batatas felizes não estão felizes.

5) Pastel frito no óleo diesel

6) Isso vai um trabalho pra limpar…

Confira mais posts do @chefsnaquarentena.

O destino a fez jornalista, afinal a única coisa que sabe fazer bem é contar estórias. Ela podia estar fazendo terapia para se tornar uma pessoa melhor, mas escolheu o jornalismo como divã para lidar com as aventuras e desventuras da vida. Ana Cecília (Maceió-AL) também é mestranda em Antropologia Social e tem interesse pelo estudo das dinâmicas urbanas e seus significados.

%d blogueiros gostam disto: