Agenda Cultural Ceará

Centro Cultural Belchior divulga programação virtual de julho

Fachada do Centro Cultural Belchior. Foto: Divulgação.

O CCBel entra em seu quarto mês de programação virtual gratuita e, nos últimos 3 meses, o projeto Belchior em Casa realizou 36 pocket shows, 108 horas de atividades formativas, além de 3 edições do Podcast do Bel, com temas diversos.

Com as atividades presenciais suspensas por conta da pandemia de Covid-19, o Centro Cultural Belchior (CCBel) divulgou a e programação virtual gratuita com o projeto Belchior em Casa em julho. Neste mês serão realizados 12 shows, 36 horas de atividades formativas (divididas em cursos e workshop) e o lançamento de mais uma edição do Podcast do Bel, que vai abordar o tema “Alternativas para autogestão na música pós-pandemia”.

Nos últimos três meses do projeto Belchior em Casa, que surgiu como uma alternativa para manter as atividades da Casa de Praia da Música durante o período de distanciamento social, foram realizados 36 shows ao vivo, 108 horas de formação – divididas em 6 cursos com 241 participantes e 5 workshops com mais de 800 visualizações no canal do Centro Cultural Belchior no Youtube.

Foto: Curso realizado em junho no CCBel: ‘Fotografia Básica em Tempos de Distanciamento Social’, com Jamille Queiroz

Fazendo um balanço do três primeiros meses de programação, o gestor do CCBel, Lenildo Gomes, afirma que o centro cultural “conseguiu atingir uma quantidade significativa de artistas, professoras e professores que participaram da programação com shows e atividades formativas”. “Estamos conseguindo, com isso, manter o nosso compromisso de movimentar economicamente a cadeia das artes da cidade de Fortaleza”, destaca o gestor.

Confira a programação na íntegra:

Podcast do Bel

No primeiro dia do mês vai ao ar o quarto episódio do Podcast do Bel. O lançamento ocorre a partir das 13h, durante bate-papo ao vivo entre a gestora do CCBel, Ravena Monte e o músico Raphael Evangelista. Os participantes vão abordar “As alternativas para a autogestão na música pós-pandemia”, compartilhando ideias e ferramentas que facilitam a autogestão no meio e pensando em adaptações necessárias para a retomada do setor. O músico Raphael também nos apresenta a plataforma DaleGig – um HUB digital de criação e gestão de turnês musicais disponível para artistas do Brasil e do Mundo. Após a live, o episódio será disponibilizado na íntegra nos canais do Spotify e Youtube do Centro Cultural Belchior.

No Centro da Sala – Pocket Shows ao vivo

Em julho, serão realizados 11 shows No Centro da Sala – projeto musical do Belchior em Casa. As apresentações já iniciam neste sábado (04/07) com o show do cantor e compositor cearense, Assun, que ficou conhecido por integrar uma das maiores bandas de reggae do Brasil, a Donaleda.

Cantor e compositor cearense Assun. Foto: Divulgação.

Durantes as outras quintas, sextas e sábados do mês, o instagram do CCBel será palco para outros coletivos e artistas inscritos no Edital Massafeira e no Credenciamento de Artistas 2020, são eles:

Dias 9, 10 e 11/07: O Coletivo Lado B comanda as lives com shows das bandas Old Books Room, DMUV e Rematte, respectivamente.

Dias 16, 17 e 18/07: O Coletivo Brinquedo de Rua realiza apresentação com os shows de Ray Lima, Inácio (ciclovida) e, do grupo homônimo, Brinquedo de Rua.

O Coletivo Girls To The Front também participa do projeto com shows das bandas Terra Mórfica no dia 23/07, Síncope no dia 24/07 e Overtune no dia 28/07.

Finalizando as apresentações musicais do mês, o Coletivo LGBTQUIA+ da cidadeFesta Crioula faz a festa nos dias 30/07 com a Dj Lolost + apresentação do EP de Muriel Cruz e 31/07 com a Dj Viúva Negra + performance de Amanda Quebrada.

Todas as apresentações do projeto No Centro da Sala ocorrem às 18h.

A programação do projeto No Centro da Sala foi selecionada pelos editais da Casa de Praia da Música (Edital Massafeira e Credenciamento de Artistas 2020).

Pluga e Pensa em Casa

Cursos e workshop serão ofertados em julho, gratuitamente, através do canal no YouTube do equipamento e da ferramenta Google Classroom. As atividades formativas terão vagas limitadas e um período maior para inscrição. Confira datas e horários.

Curso

Mulheres do Mar: afetos de Iracemas em performance participativa
Facilitadora: Marie Auip
Período: 07 a 10/07 e 14 a 17/07
Inscrições abertas através do link: https://cutt.ly/gi4WNxq
Sinopse: O curso “Mulheres do Mar: afetos em performance participativa” (40h/a) tem o objetivo de desenvolver discussões a respeito das vivências femininas no campo da arte e da performance, visando construir um diálogo com as histórias das participantes que, ao fim do curso, com o material produzido, irão formatar uma instalação performática digital intitulada “Mulheres do Mar”. A formação é voltada para mulheres de todas as idades que residam em Fortaleza, com ou sem experiência artística. As vagas são limitadas. O projeto “Mulheres do Mar”, contemplado pelo VIII Edital das Artes da Secultfor, faz parte da comemoração dos 10 anos do EmFoco Grupo de Teatro e integra a pesquisa de mestrado da facilitadora do curso, Marie Auip (@marieauip), no Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas da Universidade de São Paulo. Gratuito!

Curso

Perspectivas: Prestação de Contas para Projetos Culturais
Facilitadora: Lorena Soares
Período: 21 a 24/07
Inscrições: 07/07 – 12/07 (https://lkt.bio/CentroCulturalBelchior)
Sinopse: O curso visa oferecer elementos práticos e objetivos aos atores envolvidos na gestão de convênios capacitando-os para atuarem na elaboração das prestações de contas desses instrumentos de parceria com entes públicos e privados, de forma a assegurar maior controle, eficiência e confiabilidade na aplicação dos recursos financeiros a estes repassados, a partir de transferências voluntárias de recursos públicos. Gratuito!

Workshop

Representatividade em pauta: Quem me representa nas Artes?
Facilitadora: Patrícia Maria, mestra em sociologia
Data: 29/07
Horário: 15h
Local: Canal do youtube do CCBel (https://www.youtube.com/channel/UCuioiaYggkkht51lg0ud99A)
Sinopse: Partindo da perspectiva que a representação é um lugar que não se sustenta apenas de forma figurada, é preciso entrelaçar discurso e vivências que ampliem nosso olhar acerca da representatividade. Esse workshop tem como proposta, questionar o papel das representatividades nas linguagens artísticas. Gratuito!

%d blogueiros gostam disto: