lide liquido

Presidente francês Emmanuel Macron anuncia indenizações a artistas até meados de 2021

Foto: Reprodução.

Foram apresentadas as primeiras medidas destinadas à recuperação do setor cultural na França pós-pandemia.

O presidente francês, Emmanuel Macron, anunciou na última quarta-feira (6) um plano de recuperação para o setor cultural na França, gravemente afetado pela pandemia e pela quarentena, em vigor desde 17 de março no país.

Segundo o site da Rádio França Internacional (RFI), entre as principais diretrizes para a cultura, Macron anunciou que manterá o sistema de remunerações dos artistas, produtores e técnicos das artes até agosto de 2021 e a criação de um “fundo de indenização” para todos os profissionais do audiovisual francês cujas produções foram canceladas devido à crise do coronavírus.

Muito criticado e pressionado por grandes nomes do setor artístico francês, que recentemente se manifestou publicamente sobre o “esquecimento da cultura” na França, Macron realizou os anúncios por meio de uma videoconferência com vários artistas. Entre eles, a cantora Catherine Ringer, os diretores de cinema Eric Tolédano e Olivier Nakache, o diretor de teatro Stanislas Nordey, o escritor Aurélien Bellanger, o rapper, escritor e diretor de cinema Abd Al Malik, a atriz Sandrine Kiberlain, entre outros.

Macron defendeu que os direitos de indenização salarial por parte do governo francês dos chamados “intermitentes do espetáculo” – como são conhecidos os artistas, produtores e técnicos das artes na França – “sejam prolongados por um ano”, num período em que sua atividade será “impossível ou muito degradada, ou seja, até final de agosto de 2021”.

%d blogueiros gostam disto: