Alpendre poesia

Dois poemas de Leonardo Cattoni

1

O nome da palavra

eu te odeio tanto
por pronunciar sigilo
ao ler meu querer
por recitá-la livre
apenas em meus segredos
por decifrá-la animada
à sombra de uma
noite minha em claro
por me censurar,
sem tinta,
diante d’um papel em branco
por parecer me punir
ao cevar desejos
e castrar intenções
por julgar minha inconsciência
e enterrar minhas interpretações
eu te odeio tanto
tanto!
por não ter encontrado
o nome da palavra
que busca nos batizar
porque somos
ainda
palavras não-ditas.

*

2

Montado num bicho
selvagem, indomável, feroz
sem rédea,
que a galope cruza tempestades
e estiagens
em quintais pequenos,
e que fareja insetos mortos
com seus caninos à mostra
o meu amor por você
fugiu comigo.

***

Leonardo Cattoni é tradutor ingl/pt, professor de Inglês e fazedor de bicos. Escreve para não enlouquecer.

%d blogueiros gostam disto: