Lançamento lide liquido

Músico alagoano Andrey Vieira lança clipe nesta quinta

“Chego tarde nunca mais” é o segundo clipe do EP Anamnese, de Andrey Vieira.

Com direção de Catarina Magalhães e Fellipe Chargel, da Kaizen Filmes, o clipe da música “Chego Tarde Nunca Mais” será lançado nesta quinta-feira (9), no Youtube. A música é a terceira faixa do EP “Anamnese”, do músico alagoano Andrey Vieira, lançado em janeiro de 2020.

Com dez anos de carreira, Andrey Vieira participou como guitarrista de bandas de diversos estilos musicais. Em 2017, apresentou seu primeiro single, “Por Todo Tempo que Vi”, no Festival Encantos, promovido pela Secretaria de Cultura de Alagoas. Desde então passou a investir na música independente e esse esforço culminou no lançamento de seu primeiro trabalho solo.

Andrey Vieira. Foto: Divulgação.

Disponível nas principais plataformas de streaming e no Youtube, o EP “Anamnese” a partir de amanhã contará com dois clipes lançados. Andrey Vieira deu uma prévia do lançamento divulgando, no final de março em suas redes sociais, o teaser do clipe. Gravado na praia da Ponta Verde, em Maceió-AL, o clipe de “Chego tarde nunca mais” traduz a atmosfera de nostalgia e melancolia da letra da canção.

“Janeiro já faz muito tempo / O céu de brigadeiro abraça o sol sem reclamar / E o corpo agradece em silêncio / Aquela brisa leve que vem correndo do mar”.

No clipe, imagens em preto e branco do músico caminhando na praia são alternadas com trechos de vídeos caseiros da infância do compositor.

Entre guitarras limpas e marcantes linhas de trompete, a música revela tanto a procura de uma linguagem própria quanto da busca incessante por uma tradução de si: uma anamnese. Como diz o refrão: “Chego tarde nunca mais / Vivo todo tempo que se esvai / Está claro, fiz errado / Mas não paro, aprendo e sigo em paz”.

EP “Anamnese”

Produzido, gravado, mixado e masterizado entre os meses de julho e outubro de 2019 nos estúdios da Maná Records, em Maceió, o EP “Anamnese” contou com a produção de Thomas Schaeffer e Thiago Mata. Primeiro trabalho solo do músico alagoano, o EP tem cinco faixas: “Linha tênue”, “Percalços”, “Meu bem”, “Por todo tempo que vi”, “Chego tarde nunca mais”, “Neblina”.

Com Andrey Vieira na guitarra e vocal, participaram da gravação os músicos Siqueira Lima (trompete), Robson Cavalcante (Teclados e sintetizadores), Cássio Fernandes (Baixo), Arthur Carvalho (Bateria) e Lucas Diniz (guitarra). A arte da capa é assinada por Thiago Mata.

%d blogueiros gostam disto: