Agenda Cultural São Paulo

Festival Verão Sem Censura começa nesta sexta-feira e acolhe manifestações culturais censuradas e oprimidas

Promovido pela Prefeitura da cidade de São Paulo, o Festival Verão Sem Censura começa hoje (17) e terá 15 dias de duração com 45 atividades gratuitas.

Entre peças de teatro, filmes, debates, shows, exposições, performances e carnaval, a proposta do festival é o de celebrar a democracia e a liberdade de expressão.

De 17 a 31 de janeiro, o evento será realizado nas cinco regiões da cidade e acolhe manifestações culturais oprimidas e censuradas.

A iniciativa apoia e fortalece a resistência aos ataques à cultura e aos artistas no Brasil. Para o secretário municipal da Cultura, Alexandre Youssef, o Verão Sem Censura não é um projeto de antagonismo ao Governo Federal. “É uma medida de valorização da nossa cultura”, explica. “Uma resistência que luta pelo bem mais valioso da nossa cultura, a liberdade de expressão”.

A abertura do evento será realizada na Praça das Artes, com show de Arnaldo Antunes. O poeta e compositor teve videoclipe de “O real resiste“, em que mostra cenas de violência policial e disseminação de preconceitos no país, censurado na TV recentemente. A canção cita milícias, terraplanistas, torturadores e fundamentalistas.

No mesmo dia, o Theatro Municipal recebe, na sacada, o DJ Rennan da Penha, funkeiro idealizador do Baile da Gaiola preso em março e libertado em novembro.

SERVIÇO

Festival Verão sem Censura
QUANDO: de 17 a 31 de janeiro
PROGRAMAÇÃO COMPLETA: https://agendao.prefeitura.sp.gov.br/evento/festival-verao-sem-censura-programacao-completa/
Para as peças de teatro, a distribuição de ingressos será feita com 1h de antecedência. No caso das apresentações na Praça das Artes, o acesso é livre.

%d blogueiros gostam disto: