Alpendre poesia

RECONSTRUIR O CORAÇÃO DO ZERO, de Regina Azevedo

reconstruir o coração
do zero
remendar
de ponta a ponta
dizer coisas como
tudo passa
uma hora passa 
eis a beleza
eu eternamente de costas
você eternamente caminhando 
para o outro lado
feito fumaça
poeira e fogo 
o que fazer
com o que fica? aliás, o que fica? 
é o que todos perguntam
tristeza requer coragem 
brilho nos olhos
eis aqui por vezes
a mulher mais triste 
do mundo
– ainda assim
de verdade – 
fica o novo corpo, 
um peito sem uso, 
sonhos onde todos riem
menos eu e a gata
na porta da sala
esperando a espera

***

você não vem
mais à minha casa

você disse que música era tudo
fora isso só o meu rosto

lembro que primeiro pensei
em me matar

depois reencontrei
o papel

e ouvi, veja só
aquela música

hoje avistei seu ônibus
um ônibus qualquer

como tantos que brilham
que passam
também o seu nome

***

.

.

.

Foto: Lysa Rodrigues

.

.

.

Regina Azevedo é poeta. Nasceu em Natal (RN) em 2000. Publicou os livros “Das vezes que morri em você” (Jovens Escribas, 2013), “Por isso eu amo em azul intenso” (Jovens Escribas, 2015) e “Pirueta” (doburro, 2017).

%d blogueiros gostam disto: