Alpendre poesia

Sobre medo, coragem, vida e morte, de Letícia Pierre

Os pés não fogem
Eles ficam
Fincam

Dançam a música que tocar

Depois descansam
( os pés sabem que às vezes precisam parar)

Sabem do peso que aguentam

Não querem dar conta de mais do que podem

Se a planta do pé crescesse no peito
O corpo floresceria todo por dentro

***

Leticia Pierre é geminiana com ascendente em leão e lua em aquário. Pegou carona no retorno de saturno para voltar a si. Escreve poesia e traduz estrelas.

%d blogueiros gostam disto: